Bahia

Maxi avalia variações de esquema do Bahia e diz:
Maxi avalia variações de esquema do Bahia e diz: "Tem que estar preparado"
  • 14:07

Maxi avalia variações de esquema do Bahia e diz: "Tem que estar preparado"

Argentino diz que entrada de Léo Gamalho ajudou equipe no triunfo sobre o Ceará, mas comenta que atletas precisam estar preparados para as opções do treinador

No último sábado, no triunfo do Bahia sobre o Ceará, o técnico Sérgio Soares optou por fazer uma mudança tática na equipe. Em vez de entrar em campo com os tradicionais três atacantes, o treinador utilizou a dupla Maxi Biancucchi e Kieza, deixando Léo Gamalho no banco de reservas. No primeiro tempo, a alteração não surtiu o resultado esperado e, após o intervalo, o técnico decidiu colocar o centroavante no time novamente.

Com Léo Gamalho fixo no ataque, Maxi e Kieza tiveram mais liberdade para atuar pelas laterais do ataque. O Tricolor criou mais oportunidades e conseguiu chegar ao gol desta maneira. No final do jogo, Soares explicou exatamente o que quis fazer com a volta de Léo Gamalho. Nesta segunda, Maxi Biancucchi entrou no coro para defender a presença do atacante em campo, mas ressaltou que é preciso estar preparado para atuar em qualquer esquema tático.

- Quando se joga como começamos o jogo, com Kieza e eu na frente, a gente perde um pouco de referência na área. Que foi o que aconteceu, porque Kieza gosta de sair também. Já com Léo, a gente tem um jogador fixo que, sem tocar na bola, já é uma preocupação para o zagueiro. Então você tem mais possibilidade de entrar na área para finalizar. Foi o que aconteceu no gol. Varia muito isso, mas, independente de quem jogar, a gente tem que estar preparado para qualquer esquema. E não só os caras da frente, mas os laterais chegando - comentou Maxi.

Autor do 100º gol do Bahia na Fonte Nova, o atacante argentino costuma ter mais liberdade quando tem um homem fixo na área como companheiro. Assim, busca espaços para entradas em diagonal e consegue, na maioria das vezes, surpreender a zaga adversária. 

Mas o atacante não quer somente balançar as redes. No esquema de jogo de Sérgio Soares, Maxi destaca também outras atribuições necessárias para ajudar o time. 

- Tem que fazer mais gols. Dessa forma que vou ajudar minha equipe. Mas também dando assistência, contribuindo na marcação. Esse é meu pensamento: que o Bahia seja forte não só comigo fazendo gols, mas ajudando em outros aspectos - finalizou.


Fonte: GloboEsporte.com