Grêmio

Grêmio lança projeto para captar doações da torcida e investir na base
Grêmio lança projeto para captar doações da torcida e investir na base
  • 03:15

Grêmio lança projeto para captar doações da torcida e investir na base

Tricolor quer reformar CT Hélio Dourado, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Objetivo do clube é de arrecadar R$ 8,5 milhões com iniciativa para a formação

A prioridade recai sobre carimbar a vaga na final da Copa do Brasil, mas o Grêmio também dirige suas atenções para garantir o futuro de suas categorias de base. O Tricolor lançou nesta terça-feira o Projeto Base, um programa de captação de recursos para qualificar seu setor de formação no futebol, mediante doações de pessoas físicas e jurídicas, como foco inicial nas obras de reforma do CT Hélio Dourado, em Eldorado do Sul, na Região Metropolitana de Porto Alegre. A iniciativa permite receber incentivos de seus próprios torcedores para o desenvolvimento de sua estrutura.

O clube trabalha para desenvolver o processo desde o ano passado. Ainda em dezembro, o Grêmio conseguiu o aval junto ao Ministério do Esporte para captar os recursos, por meio da Lei do Incentivo ao Esporte.


O Projeto Base é dividido em cinco fases pelo Tricolor. A primeira delas diz respeito às obras do CT Hélio Dourado, que hoje abriga um estádio, seis campos oficiais e dois campos de apoio. No mesmo local, será construído um alojamento de dois pavimentos, com 20 quartos e capacidade para 80 atletas, além da construção de um refeitório que receberá até 198 pessoas. Os valores giram em torno de R$ 8 milhões.

O Projeto Base contempla, ainda, outras quatro fases: a construção de um segundo alojamento de dois pavimentos, áreas de treinamento e recuperação, um prédio administrativo e área de imprensa e um ginásio de futebol society coberto, com gramado sintético.

Todas as iniciativas do projeto contarão com a Lei de Incentivo ao Esporte, por meio da qual, pessoas jurídicas e físicas podem investir parte do Imposto de Renda devido em projetos aprovados pelo Ministério do Esporte. Pessoas jurídicas podem deduzir até 1% do imposto devido, enquanto pessoas físicas têm benefício de até 6%. A data limite para captação é 31 de dezembro deste ano, e o valor total aprovado para a Fase I é de R$ 8.144.847,80. A previsão de início das obras é para o primeiro semestre de 2017.