Palmeiras

Guerra assume favoritismo na Libertadores
Guerra assume favoritismo na Libertadores
  • 12:06

Guerra assume favoritismo na Libertadores

Venezuelano diz que "será um fracasso" caso não seja campeão

Logo após o treino da manhã desta segunda-feira (10), o meia Guerra conversou com os jornalistas na Academia de Futebol. Ele falou sobre o jogo com o Novorizontino, o que espera do Peñarol e outros assuntos.
Desempenho contra o Novorizontino
"Penso que se fui bem foi graças aos meus companheiros. Conversamos antes do partida. Me senti bastante solto. Não sei se foi o melhor jogo, mas estava com confiança. A cada dia estou mais adaptado. No começo é muito difícil, muita intensidade de jogo. Estou adaptado agora. Cada dia me sinto melhor".

Peñarol
"Peñarol é uma equipe grande da América do Sul, as partidas são diferentes. Enfrentei ano passado, hoje em dia o futebol muda muito. Eles conhecem um pouco mais do meu jogo. Acredito que vai ser uma partida muito dura, temos de ser muito inteligentes".

Mais contra o Peñarol
"Os uruguaios se caracterizam por jogar forte, temos de fazer uma marcação forte também. Temos de ser inteligentes para não fazer faltas perto da área. Soltar a bola o mais rápido possível para buscar espaço. Estamos trabalhando, já falamos esses dias sobre o jogo".

Linha atacante de raça
"Muito rápido, muito potente na frente do ataque. Willian está em um bom momento. Dudu. Com todos tratos de fazer uma boa parceria. Esperamos que Miguel (Borja) siga fazendo gols. Da minha parte é tratar de conhecer mais meus companheiros e melhorar meu jogo".

Torcida que canta e vibra
"Sinto que me apoiam não somente a mim mas a todos os jogadores. É uma torcida muito forte. Contra o Jorge Wilstermann, ganhamos por eles. A pressão que eles colocam não é normal, ganhamos no último minutos por eles, nos ajudam a ganhar as partidas".

O Alviverde inteiro
"É uma equipe para ser campeã da Libertadores. Se não formos será um fracasso. Temos jogadores com muito técnica e temos de mostrar em cada partida. A equipe respeita o rival, por isso o Palmeiras tem ido bem nos campeonatos. Estamos motivados, no Paulista demonstramos cada vez mais que somos fortes como visitantes e mandantes. Agora temos de ir para o nível internacional. Temos de aproveitar os espaços e tratar de tocar rapidamente a bola".

Fonte: Verdão Web